O Poder da Propaganda

Set
2011
25

postado por sambuzz | em , , Signispress | comentários

propaganda

PROPAGANDA. A bela arte da sedução. A propaganda é muito antiga. Mais do que podemos imaginar. Enquanto princípio foi instituído a partir do momento que tecnologias, ideais e conceitos deveriam ser difundidos. Quer um exemplo? O início da agricultura ou da fundição do metal, novas tecnologias que deveriam se difundir. No caso da agricultura especificamente através da propaganda feita pelos povos que praticavam determinada cultura. Na verdade, o termo em latim 'propagare' se deu no contexto da propagação da cultura da uva, e das novas vinícolas e processo agrícolas. Num período mais moderno, na idade média, em 1622 o papa Gregório XV criou uma congregação para supervisionar a propagação da fé cristã chamada 'Congregatio de Propaganda Fide'. Podemos dizer que essa "empresa" foi a precursora da propaganda moderna.

Vários governos, nas diferentes épocas desde a formação dos estados soberanos utilizaram as técnicas e os métodos da propaganda para criarem, difundirem e consolidarem conceitos, idéias e ideologias. Utilizada na manutenção do status quo, e no sentido inverso, utilizada para a alteração de paradigmas. Foi centelha para revoluções, revoltas, conquistas e muito mais. Aprimorada no império prussiano, foi com a segunda guerra que ganhou os contornos que possui hoje. Não se espante, pois a propaganda sempre foi uma arma.

Uma arma tão sutil e eficaz, que hoje é empregada para todos os fins. Da venda de produtos não-duráveis a manutenção do estado de direito. Por trás de toda propaganda, seja ela explicita ou velada, jaz um discurso. Ao identificar um discurso, você pode analisar os objetivos que ele funda. Estudantes de comunicação social e marketing geralmente não percebem a ligação extrema da propaganda com o militarismo (por uma cegueira acadêmica). Expressões como campanha, briefing, target, layout não são por acaso utilizadas. Elas denotam o lugar de nascimento desta ciência. Já tentaram modificar a semântica, mas na prática é o mesmo jogo – estudantes de Relações Públicas mais aplicados devem saber por que Edward Bernays cunhou este termo. Me desculpem os mais sectários, mas no fundo é tudo a mesma arte.

E na guerra mercadológica do sec. XXI, não é uma opção. Ou você utiliza essa ferramenta ou é utilizado por ela. De alguns poucos a milhõe de pessoas, a propaganda exerce grande poder nos dias de hoje. Um poder que pode ser utilizado para o bem da sua empresa. Depende apenas de você. Não seja expectador, acenda sua idéia!

2 comentários

  1. o olho
  2. signis

Deixe seu Recado