Comunique-se

Set
2011
12

postado por sambuzz | em , , Signispress | comentários

comunicação

COMUNICAÇÃO, o princípio mais antigo do planeta e - podemos arriscar - do universo todo. Sem comunicação, nada do que existe seria. É o processo básico da interação. Sem comunicação, não existem troca químicas, inter-relações minerais ou biológicas. Como assim?! Calma, vamos explicar isso... Comunicação é muito mais do que expressar idéias por palavras. Expressar idéias por palavras é um bom exemplo do processo de comunicação: uma mensagem é transmitida através de uma linguagem para um receptor. Mas isso pode ser aplicar a qualquer outro processo na natureza, como por exemplo, o mecanismo de alimentação celular ou de formação química. Uma mensagem (uma ligação química ou um conjunto de proteínas ou carboidratos) é transmitida através de uma linguagem (nas interações químicas ou endocitose celular) para um receptor (a formação química ou a alimentação celular em si).

Precisamos compreender então que a comunicação é anterior ao próprio ser humano. É o princípio de todas as coisas. Então temos duas proposições sobre o assunto: a primeira é que a comunicação é viva, ativa, própria em si. A segunda é que obedece a regras e leis próprias dos processos de comunicação em questão.

Mas qual a importância disso para sua empresa ou sua marca? É o seu entendimento de que a comunicação transcende o discurso e que é regida por leis próprias – isso significa que seu gosto não influi diretamente no processo, e que suas percepções não alteram as leis da comunicação. Por exemplo, você um dia fez "marketing", e contratou determinado veículo para anunciar sua empresa ou produto. Após o período do contrato, você constatou que nenhum ou poucos clientes vieram para você por causa deste esforço. Portanto, ligando A+B, você constatou que aquele veículo não "funciona" ou não dá "resultado", certo? Errado. E o seu gosto sobre o aspecto estético ou discursivo (sabe aquela cor, aquela palavra que você não gosta?) não exerce função direta - apenas para você. Ao determinar que a arte ou o texto fiquem ao seu gosto, você esta agradando a você, e isso não influência o resultado global do esforço de marketing. Ao fazer qualquer esforço de comunicação, você deve considerar o texto e a estética dentro do contexto do veículo e do universo do público que a mensagem se direciona. Também, se a mensagem estava de acordo com as leis que regem essa comunicação. Se realmente seu público (ou algum público) teve acesso positivo a informação que você distribuiu. Se essa informação foi absorvida da maneira correta. E principalmente se você não teve realmente retorno algum.

Com certeza qualquer esforço é melhor do que nada. E com certeza, você teve retorno. Pode não ter sido o retorno oferecido pelo vendedor da mídia, ou o retorno que você esperava (temos certeza que você não teve a fantasia de dobrar as vendas com apenas um esforço pontual). É ilusão achar que o marketing e a comunicação vão fazer milagres. Mas algum retorno você teve – pode ter demorado mais do que você esperava, mas com certeza aconteceu. Para que você entenda melhor, devemos dividir o "retorno" em dois tipos complementares (um não acontece sem o outro). O primeiro tipo é o que você deseja, vamos chamá-lo de retorno de venda – apenas para dar algum nome. Esse "retorno de venda" é o cliente comprando na sua loja, sua marca ou utilizando sua idéia. Mas para que isso aconteça, é necessário antes que você tenha o "retorno de imagem", que é a aceitação prévia da sua marca, loja ou idéia. Antes de comprar algo no mundo real, precisamos aceitar e desejar essa coisa no mundo das idéias (alô Platão!!). Sabe aquela sensação de conhecer a música, ou de já ter visto algo? É quase isso... sendo mais técnico, é introjetar/apreender o objeto do desejo (alô Lacan!!).

Então, seguindo essa lógica, o cliente deve saber que sua marca/loja/idéia existe, para depois formar uma concepção sobre ela (nisso você também influi com comunicação!!) e só depois ele vai querer adquirir ou consumir seu discurso (marca/loja/idéia). Então, aquele esforço isolado que você fez de marketing, já valeu para algo. No mínimo você aprendeu que um esforço isolado não traz os resultados que você quer!! Faça comunicação do jeito certo, conheça as leis que a regem e após algum investimento de dinheiro, tempo e recursos humanos, colha os resultados. Lembre-se que na seara de clientes/vendas, as leis de qualquer colheita se aplicam! Não fique parado: acenda sua idéia!

1 comentários

  1. signis

Deixe seu Recado